quinta-feira, 23 de julho de 2009

Uma comida que é quase um remédio

Se você procurar "bardana" na internet não vai querer comer outra coisa: lê-se que ela reduz o colesterol, faz bem para a pele, tem propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e cicatrizantes, é rica em fibras, minerais e vitaminas, combate cálculos renais, reumatismo, infecções da vesícula... Não sou nutricionista para garantir tudo isso, mas acho a raiz da bardana uma delícia. Ela fica crocante mesmo depois de refogada e combina muito bem com o molho shoyo e a picãncia da pimenta e do gengibre. Gosto de servir essa receita já fria, como acompanhamento de tofu fresco ou peixe grelhado. O problema é limpar e cortar, um trabalhinho chatinho, mas que no fim vale a pena.Ingredientes
1 maço de raiz de bardana
1 pimentinha vermelha, sem as sementes, picada
1 colher de sopa de gengibre fresco picado
3 colheres de sopa de óleo de gergelim
3 colheres de sopa de molho shoyo
1 colher de sopa de sementes de gergelim

Como fazer
1) Com o descascador de legumes retire a casca da bardana. Para que ela não escureça, coloque em uma grande tigela com água.
2) Corte a bardana em tirinhas finas (primeiro em fatias pelo comprimento, depois em palitos fininhos) e coloque de volta na água. Ao terminar, lave bem a bardana sob água corrente.
3) Leve uma frigideira grande ao fogo com o ao fogo com o gengibre e a pimentinha. Refogue levemente.
4) Escorra a bardana e coloque as tirinhas na frigideira mexendo bem, por cinco minutos. Junte o shoyo e cozinhe mais cinco minutos.
5) Acrescente as sementes de gergelim no final e apague o fogo. Sirva quente ou fria.
Postado por Alê

7 comentários:

Anônimo disse...

E A BICHINHA RENDE BEM VIU.....HAJA BARDANA.....

Alessandra disse...

Pois é! A vantagem é que na geladeira, num pote bem fechado, a bardana pronta dura no mínimo 5 dias sem perder o sabor. Faz lá!!

Dani disse...

Quero post novo! kd?? hehehehe
bjs

Moema disse...

Hum, delicia! Adoro bardana. Beijos

João disse...

Só queria dizer que desde há muito que se diz que Não se deve tirar a casca à Bardana pois ela perde as propriedades medicinais.. E para que não escureça por umas gotas de limão ou vinagre na água!

Alessandra Porro disse...

Então João: só na água fria ela também não escurece. O limão ou vinagre branco podem alterar o sabor da bardana, não é? Sobre a casca da bardana, vou pesquisar, ok?
Abraço!

Betti Sustrhell disse...

Eu nunca comi a bardana. Eu quero experimentar. Inspira-me muito!
Beijos!